DIMINUIR AS CHANCES DO USO PRECOCE DE DROGAS PODE EVITAR DANOS NO FUTURO

Sem idolatria a mitos e opiniões passionais nesse texto.

??Chatterjee e colabores publicaram um estudo incrível sobre o uso e dependência química em adolescentes e adultos.

O estudo, infelizmente foi realizado apenas nos EUA, até mesmo porque políticas proibitivas, como as nossas, impedem o avanço em pesquisas sobre possíveis benefícios e danos em pessoas expostas às drogas.

Segundo os dados levantados nesse estudo, fatores de gênero, familiares, traumáticos e sociais influenciam esse quadro.

Dentre essas informações, separei algumas mais decisivas:

▪️Homens estão começando cada vez mais cedo a usar drogas.

▪️Mulheres tendem a se tornarem mais suscetíveis à violência sexual quando usam drogas.

▪️Quanto mais cedo, maiores as chances de se tornar dependente químico.

▪️O uso antes dos 14 anos tendem ter um aumento de até 600% nas chances de se tornar um dependente.

▪️Problemas em casa, falta de apoio e presença da família, além de outros problemas sociais, aumentam as chances de experimentarem drogas na adolescência e na idade adulta.

▪️Problemas familiares e abusos influenciam mais as mulheres que os homens a usarem drogas.

As estratégias mais eficientes, para evitar o consumo de drogas em pessoas cada vez mais jovens?

Segundo o estudo em questão, é preciso expor os que possuem maiores scores de dano/problemática social à relacionamentos mais positivos. Criar e manter essas conexões

Isso demonstra, principalmente em mulheres, que trocar informações pessoais, desabafos e ter pessoas amigas por perto, ajuda a minimizar os ricos do uso precoce de drogas. Coisa cada vez mais presente hoje em dia.

Também a prática de exercícios físicos e uma alimentação saudável, junto com a figura positiva de um profissional na fase escolar, ajuda a diminuir as chances do uso precoce dessas substâncias.

Como deve ser a política antidrogas?

Impedir que as drogas circulem pela sociedade é impossível. Sabemos que elas são vendidas em propagandas de televisão, em jogos de futebol, em publicidades utilizando a imagem de pessoas admiradas/idolatradas pelas crianças. Porém esse estudo mostra que as políticas antidrogas devem tomar outro rumo: educação e apoio.

A curiosidade, a falta de apoio familiar, a violência e a disfunção familiar, tendem a fazer aumentar o uso de drogas na idade escolar. Então seria mais proveitosa uma política que, ao invés de combater as drogas, diminua o acesso precoce a elas.

Grupos comunitários pra melhorar o rendimento escolar, professores proativos capazes de levar informação nessa idade, além da aproximação com a família e o desenvolvimento do autoconhecimento, podem ser a forma mais eficiente para mudar o quadro problemático do abuso de drogas na fase inicial e ao longo davida.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: