INSTABILIDADE: COMO E QUANDO UTILIZÁ-LA?

Exercícios realizados em instabilidade reduzem consideravelmente a produção de força e a atividade eletromiográfica. Sendo assim, tornam-se ineficientes para treinos que buscam produção/ganho de força. Essa redução chega a cerca de 60% da produção de força no Supino, por exemplo, quando comparado situações de instabilidade com estabilidade. Por motivos como esse, o implemento de instabilidade não é aconselhável para pessoas já treinadas. […]

AGACHAMENTO – AGACHAR A FUNDO É MESMO IMPORTANTE?

 Essa é uma discussão que envolve muita paixão e pouca razão, na maioria dos casos. É comum alguém chegar e dizer: “O que adianta colocar muita carga e não agachar a fundo?”.  Há indivíduos que chegam a ser engraçados e dizem: “Está movendo cargas ao invés de agachar (ãhn?), massageando o ego ao invés de treinar correto”.

 Quem nunca, né?
[…]

PASSEI UM TEMPO SEM TREINAR: PRECISO USAR SUPLEMENTO PARA VOLTAR MELHOR?

 Períodos de DEStreinamento podem ser, como estratégia, interessantes para manter alto os níveis de adaptação ao treinamento de força. Esse fato é explicado porque a capacidade de adaptação é diminuída com o passar do tempo de treino. Ou seja, quanto mais treinado você for, menos treinável você se tornará. Então, por esse caminho, passar um período sem treinar pode ser uma estratégia para impedir que o corpo se torne pouco treinável.

E como fazer isso? […]