HIDRATAÇÃO: A influência em exercícios intermitentes

 Quando treinamos em dias com condições de temperaturas elevadas, chegamos a perder cerca de 3% do peso corporal através da desidratação. Quando ocorrem os treinos sob essas condições, precisamos dar atenção a ele fator para que nossas condições fisiológica se mantenham equilibradas.

exercícios aeróbicos e anaeróbios no calor pode ser prejudicial
Treinar  em dias quentes e consecutivos,
requer uma atenção maior

Sinais de Desidratação

 Em situações de desidratação, nosso corpo responde aumentando a sobrecarga dos nossos sistemas. É como se um carro trabalhasse com menores capacidades de resfriamento: Ele pode trabalhar, mas não pode suportar, por um período mais longo, esse trabalho sem que seja pago um preço por isso.
  • Elevação da Temperatura Corporal
  • Alteração da Freqüência Cardíaca
  • Diminuição do estado de “prontidão”
  • Percepção de Fadiga aumentada
                                                     Desidratados vs Reidratados           
reidratar é necessário sempre que se perde muito líquido
Seu rendimento está piorando? Cuidado com a Hidratação!

 Em um estudo publicado por DAVIS e colaboradores, foram avaliados dois grupos de atletas: Desidratados vs Hidratados.

 O design do estudo previu uma situação corriqueira em atletas de esportes intermitentes, tais como Rugby e Futebol, por exemplo. 
 Na tarde do dia anterior ao teste, os indivíduos foram submetidos a um processo de desidratação. Tal processo foi realizado utilizando uma esteira (6.1km/h) e roupas que aumentavam a temperatura corporal, para que houvesse aumento da perda hídrica através da transpiração. O modelo persistiu até que os indivíduos diminuíssem 3% do peso corporal total.
 Após esse processo de desidratação, um grupo de indivíduos recebeu orientações para ingerir uma solução líquida com 150% do volume total de líquido perdido através do suor. Outro grupo não teve essa quantidade “extra” de líquidos para repor a perda hídrica.

O Protocolo de Treino
 Ao final desse processo, no dia seguinte, os indivíduos realizaram o seguinte protocolo de treino:
  • 3×8 tiros de 30m
  • 45 segundos de intervalo entre cada um dos 8 tiros
  • 3 minutos de intervalo entre cada uma das três séries
Resultados
 Os indivíduos que participaram do grupo Desidratado, seguiram todo o protocolo de treino com os seguintes fatores negativos:
atletas precisam beber mais líquidos se quiserem treinar em dias de muito calor
A Fadiga pode ser maior para quem não cuidou da reidratação
  1. Rendimento cerca de 5% inferior ao grupo reidratado.
  2. Menor tolerância ao estímulo forte, causando um prematuro aumento da fadiga, comparando com o grupo reidratado.
  3. Aumento da Freqüência Cardíaca no grupo desidratado.
  4. Menor velocidade dos tiros no grupo desidratado.
  5. Mais rápida a percepção de recuperação e prontidão, para as próximas séries, no grupo reidratado.

Conclusão

 É preciso ter mais atenção quanto à desidratação durante os treinos. Principalmente nós, que vivemos em cidades com médias mais altas temperaturas e, muitas das vezes, clima seco.
 Então, se quiser manter a saúde e o desempenho esportivo, é importante monitorar a reidratação após os treinos.
 Você já tentou verificar quantos quilos você perde logo após um treino?
 Monitore isso!

fonte: 
Davis, J.-K, Laurent, CM, Allen, KE, Green, JM, Stolworthy, NI,
Welch, TR, and Nevett, ME. Influence of dehydration on
intermittent sprint performance. J Strength Cond Res 29(9):2586–2593, 2015

    Deixe uma resposta

    %d blogueiros gostam disto: