TACKLE: Treino de Força Melhora o Desempenho de Atletas

 No alto rendimento esportivo, quem consegue aliar a melhor técnica com o melhor desempenho físico, praticamente garante uma carreira vitoriosa.
 Eu poderia estar falando sobre vôlei, sobre futebol, sobre o MMA e diversos outros esportes.
Mas vamos lá. Vamos para o Rúgbi (Rugby).
 Por ser um esporte de “colisão”, há uma técnica que precisa ser muito bem incorporada para que a colisão seja em sucedida. Essa técnica é conhecida como TACKLES.

potência para pernas rugby
Atleta treinando Força
 E, falando de um modo mais simples, derrubar mais vezes os adversários utilizando o TACKLE pode tornar uma equipe vitoriosa. Então, vocês poderiam pensar duas coisas:
1️⃣ Treinar aqueles exercícios na bolinha, no bosu, simulando a técnica 
2️⃣ Treinar Força igual a um animal
Bem, a primeira opção parece não ter respaldo científico. Então vamos à segunda opção.
Segunda Opção:
 SPERANZA e colaboradores publicaram, agora em 02/2016, um estudo questionando se o Treino de Força ajudaria no desempenho do TACKLE.
O design foi o seguinte:
?24 Atletas de Rúgbi
?8 Semanas de Treino de Força
?3x/Semana
Após realizarem os testes para quantificarem a Força Máxima, a Força de Potência e a Técnica do Tackle, os atletas realizaram suas rotinas normais de treinamento da equipe e acrescentaram uma rotina de exercícios de Força Máxima (3 a 6RM) e de Força de Potência (5 Repetições Submáximas).
Após esse período alguns resultados foram encontrados, quando comparando os Responsivos (aqueles que tiveram ganho de Força e Potência) e os Não Responsivos (não tiveram ganhos de Força e Potência):
?Quanto maior o ganho de Força de Membros Inferiores, melhor o desempenho da técnica Tackle.
?Quanto maior o ganho de Potência de Membros Inferiores, melhor o desempenho da técnica Tackle.
técnica de rugby
Treinando Takle
 Conclusões!
 Como já era esperado, o Treino de Força Máxima e Força de Potência melhorou a TÉCNICA do Tackle. Isso, a TÉCNICA.
 Com mais força e potência muscular nos músculos dos membros inferiores, os atletas conseguiam diminuir o tempo entre o início do movimento e o contato com o adversário alvo. Além disso, chegavam no atleta alvo com ainda mais força e maior capacidade de derruba-lo. 
 Há, talvez, quem repita aquele antigo discurso de “é muito forte nas regiões ‘periféricas’ mas não é tão forte e estável no ‘centro’ do corpo”. Sim. Há sentido nisso. Porém, precisamos pontuar algumas questões sobre esse ponto:
?O Treino de Força com pesos livres, quando treinado com intensidades próximas à máxima, promovem aumento de força nos músculos do CORE e, assim, melhoram sim a estabilidade.
?Treinar técnica em plataformas instáveis não parece melhorar o desempenho de atletas de rendimento. Pode ser que melhore, mas aonde estão os estudos mostrando?
? Há uma grande correlação entre a capacidade de gerar Força e Potência e o aumento da eficiência do tackle.
exemplos de exercícios para rugby
Esporte de Colisão 
 Eficiência e Resultados? Treine Força
 Amigos, o que a grande maioria dos estudos têm mostrado é que, se quiser treinar atletas e melhorar o desempenho esportivo deles, façam com que eles ganhem força.
 O caminho para se ganhar força não é tão fácil, mas também não é tão longo, não é tanto divertido quanto brincar de se equilibrar nas plataformas instáveis, mas é o que realmente funciona. 
    

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: