ABDÔMEN: Como NÃO Treinar

como treinar oblíquos
Baixíssima eficiência, alto risco de lesão. Por quê?


 Primeiro princípio, e mais básico, “ofendido” nesse exercício é o da SOBRECARGA. Gente, qualquer um sabe que se colocar nKg de um lado e mais nKg do outro, um lado fará contrapeso do outro e isso anulará as cargas. Logo, fazer com 3, 10, 20, 40Kg não faria qualquer diferença. Arrisco dizer que se você conseguisse segurar 200kg de um lado e o mesmo peso do outro, você faria com a mesma facilidade que se fizesse sem nada. Outra: Você adicionou peso extra que está sendo absorvido também pela sua coluna. Isso fará seus discos intervertebrais sofrerem maior COMPRESSÃO.

 Resumidamente falando, a equação funciona assim:
 +COMPRESSÃO -> +DESIDRATAÇÃO -> DEGENERAÇÃO. 
 Junte a COMPRESSÃO com a INCLINAÇÃO lateral, as chances de extravasamento do núcleo do disco são imensas. Resumindo tudo e em definitivo: Você está apenas aumentando as suas chances de ser obrigada à fazer uma cirurgia/fisioterapia. De abdômen não há qualquer benefício justificável aí. O que me deixa preocupado é o número de alunos que marcam o personal trainer nessa postagem e pedem para fazer e, pelo que pude ver, todos eles concordam. Não é preciso pensar muito sobre esse exercício.
É comum em sites, academias e etc, ouvir pessoas dizendo que essa movimentação “pega muito o oblíquo”, mas esse assunto eu já tratei em outra postagem que pode ser encontrada aqui -> http://instagram.com/p/poQBSLM2hx/
Vamos parar com isso? 😉
->
facebook
-> instagram

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: